A queda do império 

Começou!

A não ser que alguém me faça ver, sentir que não. 

O início do fim, começou!

Os sonhos, o amor eterno, os projetos em conjunto, as viagens, tudo parece não ter lugar no nosso ‘nós’.

Eu sei, que fui eu a grande culpada.!Tu não aguentaste a pressão, as minhas dores, as minhas deficiências os meus desiquilibrios e sucumbiste também. Acabamos por sucumbir os dois.

Não aguento, não vou tolerar mais que me olhes com tanta agressividade no olhar. Que sinta o teu corpo tenso, prestes a explodir. Não vou permitir que me impeças de sair do quarto e ir para outra parte da casa, porque não me apetece discutir (estamos sempre a discutir) e porque preciso de momentos de tranquilidade e de paz. Afinal, de manhã estávamos mais ou menos tranquilos, pelo menos, não estávamos de costas viradas.

Não vou permitir ter medo de ti! Pois foi isso que tive, que senti!

Não vou permitir que sinta por ti o mesmo medo que outrora senti por outras pessoas, que me mal trataram, fisicamente e psicologicamente, que me violentaram  no meu ser mais íntimo…

Choras, porque que te sentes magoado por te dizer estas coisas, mas a verdade é que nunca irás perceber, porque nunca foste mal tratado. 

Choras porque Tu não percebes. 

Choras porque és incapaz de perceber! 

Eu aceito isso. Mas, apenas te peço que não sejas agressivo, porque isso eu não vou tolerar. E explico-te que ser agressivo não é precisco, haver contacto físico. 

Se calhar é isso que eu faço ao André e é por isso que discutimos.
Afinal, nao somos tão diferentes …tu sabes , tu conheces os meus pontos fracos. Sabes onde sou mais frágil, sabes aonde me atacar. E mentalmente, psicologicamente sou tão fraca. Não é verdade? Tão insegura que ela é? O que os outros vão pensar de mim? Ela não é capaz de dizer que não, de enfrentar, sempre se achou ou elo mais fraco. “Estou tão farto que aches que a vida é uma m…isto e aquilo…” Não foi o que disseste ontem? Aonde chegámos nós? Tu que nunca foste agressivo, nunca disseste uma palavra e agora, nem hesitas.

Aí dor! Porque existe? Porque teimas em viver dentro de mim? Serei eu a tua morada eterna?

Quando digo que da próxima vez que o fizeres que saio e provavelmente já não volto, tu simplesmente respondes: e eu, às vezes gostavas que fosses. 

E eu, acho que chego o Início do Fim!

Não sei, quando e como aconteceu, mas sei que dou comigo a pensar, como será a minha vida após este projeto a dois, falhado.

Aonde me vou refugiar? Aonde me vou esconder?  Como tu próprio disseste ontem, sais e vais para aonde? Talvez porque sabes que não tenho uma família como a tua, que te receberá de braços abertos até te refazeres. Pois é, não tenho! Não tenho ninguém! Nem pai, nem mãe, NINGUÉM ! E fui logo casar como primo da minha melhor amigar. Portanto, Acabo por ficar com menos. 

Os amigos esses, têm as suas vidas! 

Mas há sempre uma ponte, um carro abandonado. Não será a primeira fez na vida. 

Como se costuma dizer, a boa ovelha a casa regressa.! Talvez esteja na hora de regressar às origens. À miséria e a não sei a quê mais!

Nem família nem lugar nenhum para ir. Se calhar por isso ou ainda porque simplesmente te amo, ainda não sai de casa. Será? Já nem sei o que é o amor.

Mas se queres saberes, não vou sair. Se quiseres sais tu. Se bem te conheço irás perguntar como vais sustentar esta casa. Talvez te responda, fazendo aquilo que muitas fazem e que desconfio, digo desconfio, porque nunca ninguém me disse, que a minha mãe fez.

Sei que se sair não vou aguentar e provavelmente irei acelerar o processo de por termo a vida. Isto, porque quando penso ficar sem casa, sem miúdos, sem marido, sem nada, é como se estivesse a regressar a um passado do qual fugi. Fome, miséria e vergonha. Por isso porque nao acelerar o processo…!

Ficando ou saindo de casa a minha vida terá terminado.

A queda do que eu pensava que era o meu império ! 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s